Hidroterapia

A hidroterapia, também conhecida como fisioterapia aquática,é um excelente recurso terapêutico para reabilitação ou prevenção de alterações funcionais do corpo. Baseando-se em princípios físicos como a pressão hidrostática e a temperatura da água (35 ºC), existem diversas técnicas que se utilizam das vantagens desse meio. Elas podem ser aplicadas de acordo com as necessidades que o paciente apresenta em conjunto com os objetivos traçados numa avalição prévia.

Os trabalhos desenvolvidos em água apresentam importantes vantagens que determinam uma abordagem prazerosa, rápida, segura e eficaz. A temperatura da água, a mobilidade facilitada e a diminuição do impacto são os principais aliados durante o processo. Assim, conseguimos uma diminuição de eventuais dores, melhores condições para realizar as mobilizações dos segmentos do corpo e segurança para execução de trabalhos ativos de deslocamento, força e equilíbrio. Por isso, a hidroterapia é altamente recomendada para diversos distúrbios ortopédicos, neurológicos, reumatológicos, cardiorrespiratórios e geriátricos. 

Reabilitação de coluna

A hidroterapia pode ser amplamente utilizada no tratamento de problemas na coluna vertebral. Contamos com um protocolo exclusivo de tratamento de coluna realizado há mais de 20 anos. O trabalho é dado por uma sequência de movimentos passivos e ativos com os seguintes objetivos: Relaxamento global, diminuição das tensões musculares, ganho de mobilidade articular, alinhamento do eixo central, tração, alongamento de cadeias musculares cruzadas, ganho de força muscular (MMSS, MMII e tronco) e otimização das condições de equilíbrio estático e dinâmico. A reabilitação da coluna por meio da hidroterapia tem como principal vantagem a realização de movimentos e exercícios que trabalham de maneira simultânea a questão da dor, da mobilidade e da potencialização da musculatura local. A aplicação do protocolo pode ser realizada desde a fase aguda, em que as dores são mais presentes, até a fase de reabilitação  final, onde os ganhos de força e equilíbrio são intensificados. 

Hidroterapia na terceira idade

O processo de envelhecimento do ser humano gera uma série de mudanças corporais, como o prejuízo das funções de equilíbrio, perda de força muscular, desgaste das estruturas articulares e diminuição da mobilidade global. Os trabalhos realizados em piscina buscam uma abordagem completa desses indivíduos, conseguindo atuar em cima de todas as questões físicas inerentes à idade. Os trabalhos de equilíbrio e treino de marcha são recursos muito utilizados nesses tipos de abordagem, uma vez que sempre há a necessidade de promover ganhos nesse sentido, e o meio aquático se mostra ideal devido à facilidade e a segurança durante a execução dos exercícios. Vale ressaltar sempre os aspectos psicológicos positivos existentes nesse tipo de trabalho. A facilidade de sustentação e locomoção somadas a condição de bem-estar sempre bem observada são aspectos muito valiosos durante um processo de reabilitação do idoso. Isso torna o trabalho terapêutico desenvolvido, antes de mais nada, um trabalho prazeroso. 

Treinamento cardiovascular sem impacto

A reabilitação cardiovascular é necessária para garantir melhores condições física, mental e social aos pacientes portadores de cardiopatias, de forma que eles consigam reconquistar uma posição normal na sociedade e levar uma vida ativa e produtiva. A hidroterapia pode ser amplamente aplicada no tratamento de pacientes com distúrbios cardiorrespiratórios. A capacidade de exercitar-se sem auxílio, a facilidade de locomoção na água,os efeitos fisiológicos circulatórios e a diminuição do peso corporal são elementos que colaboram muito para o ganho dos objetivos necessários para a melhora das funções cardiorrespiratórias, mesmo havendo algum tipo de limitação física.